Estrutura

NOTÍCIAS

Veda a participação do Enfermeiro no ensino de práticas de Enfermagem que exija aplicação de conhecimentos técnico-científicos em atividades de formação de Cuidador de Idosos.

O CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM – Cofen, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei nº 5.905, de 12 de julho de 1973, e pelo Regimento Interno da Autarquia, aprovado pela Resolução Cofen nº 421, de 15 de fevereiro de 2012, e

CONSIDERANDO a Lei 7.498, de 25 de junho de 1986, e o Decreto 94.406, de 8 de junho de 1987, que regulamentam o exercício da Enfermagem no país;

CONSIDERANDO a Resolução Cofen 564/2017, que aprova o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem;

CONSIDERANDO a prerrogativa estabelecida ao Cofen no art. 8º, IV, da Lei n° 5.905/73, de baixar provimentos e expedir instruções, para uniformidade de procedimento e bom funcionamento dos Conselhos Regionais;

CONSIDERANDO o disposto no art. 22, inciso X, do Regimento Interno do Cofen, aprovado pela Resolução Cofen n° 421/2012, que autoriza o Conselho Federal de Enfermagem baixar Resoluções, Decisões e demais instrumentos legais no âmbito da Autarquia;

CONSIDERANDO a necessidade de normatização da participação do Enfermeiro em cursos de formação de cuidadores de idosos, e ainda o Parecer de Conselheiro nº 149/2018, aprovado por ocasião da 500ª Reunião Ordinária Plenária do Cofen;

CONSIDERANDO a deliberação do Plenário do Cofen em sua 502ª Reunião Ordinária e tudo mais que consta do PAD Cofen nº 616/2012;

RESOLVE:

Art. 1º É vedado ao Enfermeiro o ensino de práticas de Enfermagem que exija aplicação de conhecimentos técnico-científicos, tanto em aulas teóricas como em atividades de estágio e em atividades de formação de Cuidador de Idosos.

Art. 2º Os casos omissos serão resolvidos pelo Conselho Federal de Enfermagem.

Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de publicação no Diário Oficial da União, revogando as disposições em contrário.

 

...

O CVV

O CVV — Centro de Valorização da Vida, fundado em São Paulo, em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.
A instituição é associada ao Befrienders Worldwide, que congrega entidades congêneres de todo o mundo, e participou da força tarefa que elaborou a Política Nacional de Prevenção do Suicídio, do Ministério da Saúde, com quem mantém, desde 2015, um termo de cooperação para a implantação de uma linha gratuita nacional de prevenção do suicídio.
A linha 188 começou a funcionar no Rio Grande do Sul e, em setembro de 2017, iniciou sua expansão para todo o Brasil, que será concluída em 30/06/2018, com a integração de todos os estados.
Os contatos com o CVV são feitos pelos telefones 188 (24 horas e sem custo de ligação) ou  141 (nos estados da Bahia, Maranhão, Pará e Paraná),  pessoalmente (nos 89 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br, por do chat  e-mail. Nestes canais, são realizados mais de 2 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 2.400 voluntários, localizados em 19 estados mais o Distrito Federal.
Além dos atendimentos, o CVV desenvolve, em todo o país, outras atividades relacionadas a apoio emocional, com ações abertas à comunidade que estimulam o autoconhecimento e melhor convivência em grupo e consigo mesmo. A instituição também mantém o Hospital Francisca Julia que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química em São José dos Campos-SP.

CVV COMUNIDADE

...

Comemora-se em todo o mundo o Dia Internacional da Pessoa Surdocega, data do nascimento da surdocega mais famosa, Helen Keller.

Antes de mais, queria começar este pequeno texto com um pensamento muito profundo de um jovem surdocego que é presidente da Associação Gaúcha de Amigos de Pessoas Surdocegas e Múltiplas (AGAPASM):

“A Surdocegueira é a deficiência que mais “afeta” a essência da sociedade, porque leva a distância imposta pelas perdas visuais e auditivas, assim como a impaciência que se gera pelas dificuldades de comunicação. Desta maneira, remete as pessoas surdocegas a condição mais temida pelos seres humanos: o “estar sozinho” como sinônimo de abandono, distinto de “solidão” que se pode eleger e disfrutar quando não se tem medo de si mesmo. (Alex Garcia)

Como surdocego e utilizador do Lerparaver há três anos e meio, quero partilhar convosco os meus pensamentos que muito contribuíram para o meu crescimento interior.

“A surdocegueira é apenas um detalhe quando a nossa vontade é mais forte do que ela.”

“A solidão é um mergulho profundo em nós mesmos.”

“O tato é o sentido que equilibra a ausência da visão e da audição e que nos permite descobrir as maravilhas que elas não captam.”

“Ajuda a pessoa surdocega de forma espontânea e natural, porque um dia poderás também precisar que te ajudem.”

“Não há pior deficiência que não seja a falta de vontade e de humor de superar a adversidade.”

“A pessoa surdocega pode ter muitas mais dificuldades em aprender coisas simples, mas começa-se sempre do mais simples e nunca do mais complexo. É necessário sermos criativos e encontrarmos a aprendizagem mais adequada, porque cada pessoa tem uma forma distinta de aprender.”

“Surdocego é aquele que só tem olhos e ouvidos para o seu egoísmo.”

“Sem as tecnologias de apoio a pessoa surdocega, por muita vontade que tenha, não consegue minimizar o efeito das suas limitações físicas. Portanto, à semelhança do pão que alimenta o corpo, as ajudas técnicas são vitais para a sua sobrevivência num ambiente hostil.”

“Eu sinto cada pormenor e sou feliz com as maravilhas que para os outros, ouvintes e normovisuais, são insignificantes.”

“Na escuridão e no silêncio Deus criou a alma.”

Espero que tenham gostado destas reflexões e que não tenham ficado indiferentes.

Todos temos alguma coisa a aprender com os outros e muito do que aprendemos é graças a eles.

Marco Branco, surdocego desde os 16 anos. http://www.lerparaver.com/lpv/dia-internacional-pessoa-surdocega-vale-pena-ler

Fonte:

http://multidatas.com/2014/06/27/27-de-junho-dia-internacional-da-pessoa-surdocega/

...

Dispõe sobre a jornada de trabalho de 30 (trinta) horas semanais aos enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem que exerçam as funções no poder público, rede privada e filantrópica, no Estado.

 

https://www.al.sp.gov.br/propositura/?id=1000215849

...

Devido às manifestações em questão no país, a falta de abastecimento de recursos em todas as cidades foi agravada. Por isso, comunicamos que na segunda-feira, dia 28/05, e terça-feira, dia 29/05, as avaliações agendadas e aulas estarão suspensas, Somente nosso Administrativo estará funcionando unidade I .Reforçamos também a toda nossa comunidade escolar, estaremos atentos a todas as mudanças no contexto nacional, e que irão todos os dias, emitir notas oficiais sobre a suspensão ou não das atividades. Todos os comunicados poderão ser acompanhados em nosso site, e na página oficial do facebook.

Agradecemos a compreensão A Direção

...
Página 1 de 4312345...102030...Última »